8.11.07

Reacção dos Portugueses à Ocupação Francesa
Magda Rodrigues e Inês Bonifácio


Em Sacavém, o tenente-general Martinho de Albuquerque e o brigadeiro Francisco Borja Stockler, representando o Conselho de Regência, estavam à espera do general francês.
Garantindo que Junot seria bem recebido na cidade, o conde Jean Victor de Novion, um francês emigrado, comandante do corpo de polícia, destacou para o escoltar 30 praças da guarda real a cavalo.


No dia 30 Novembro de 1807, pelas 9 horas da manhã, os populares estavam reunidos na porta de Arroios para assistir à passagem do exército napoleónico. As tropas francesas encontravam-se debilitadas, sujas, descalças; o que causou dó e piedade por parte da população lisboeta. Esta recebeu os franceses com alguma empatia, porque se sentiu abandonada pelos seus governantes.
Também as classes altas que eram os nobres e burgueses, denominados “afrancesados” ou jacobinos, os receberam com muito agrado, porque ansiavam a revolução. Imaginavam transpor os modelos franceses para Portugal, os quais trariam o progresso e uma sociedade mais livre.

Os primeiros meses da administração de Junot foram bastante tranquilos porque as elites culturais aceitaram a invasão como libertação e progresso, uma forma de divulgação dos ideais da revolução francesa. Também o Conselho de Regência permitiu esse período de tranquilidade porque satisfazia todas as necessidades dos franceses, seguindo as orientações do príncipe D. João que se refugiara no Brasil.
A dissolução do Conselho de Regência (Fevereiro de 1808), o controlo francês das instituições da administração fiscal e os pesados impostos lançados sobre o povo e a igreja abalaram a tranquilidade do regime. Iniciam-se então pequenos focos de revolta apoiados pelos soldados ingleses.

6 comentários:

mar disse...

Olá historiadores de Ribamar
Este ano lectivo ainda não tinha tido possibilidade de visitar este vosso cantinho.
Gostei do que li, estão a realizar um óptimo trabalho, parabéns a todos e continuem a divulgar a nossa história.

Maria dos Anjos disse...

Obrigada Margarida pelo apoio!
Os nossos historiadores têm andado um bocadinho atrapalhados com a pesquisa e redacção dos textos, que é para eles a parte mais difícil. Mas esta fase está quase concluída e agora vamos entrar numa etapa mais lúdica com a recolha de imagens, para a elaboração do DVD. Mas,como eu lhes costumo dizer, para se fazer algo bem feito é necessário "suar" um pouco.
O grupo do Jorge Fernandes está a avançar na experimentação do programa informático para fazer o DVD.E já aprenderam a trabalhar com ele, em apenas 90'.Agora têm que nos ensinar a nós.

Maria dos Anjos disse...

Meninas:
O vosso post ficou excelente!
Parabéns!

sam disse...

gostei deste post.. muito bem elaborado e é sobre um tema muito interessante.

Jorge Fernandes disse...

é verdade, de inicio custou mais, mas agora já está a ser cada vez mais divertido, e cada vez ve-se melhor a evolução, fruto do "suor" de que a stora fala. Bem, os primeiros, ou antes para ser mais correcto, muitos dos passos já estão dados, havemos de chegar ao final e´´a de ficar algo muito interessante, avaliando pela antevisão. Adeus

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,