3.1.08

Novos Trabalhos de Alunos do 2º Ciclo
realizados na disciplina de História e Geografia de Portugal

D.João VI, Miguel Costa, 5ºA

Jean Andoche Junot, duque de Abrantes
Cristiana Castro, 6ºA

Nasceu a 23 de Outubro de 1771 em Bussy-le-Grand (França) e morreu a 29 de Julho de 1813, em França.
Filho de um próspero lavrador da Borgonha, tendo realizado alguns estudos de direito, alistou-se em 1791 num regimento de voluntários, onde se tornou conhecido por “Junot La Tempête” (A Tempestade), devido á sua temeridade. Sargento desde 1792 foi enviado com a sua unidade para o cerco de Toulon, tendo sido escolhido pelo jovem Napoleão Bonaparte para seu secretário.
Impressionado pela sua coragem, este promoveu-o a capitão e fê-lo seu ajudante de campo em 1794, tendo participado no lado de Bonaparte em toda a campanha de Itália . Em 1798 foi promovido a general de brigada, durante a expedição ao Egipto, tendo-se distinguido na campanha da síria, quando em Abril de 1799 perto de Nazaré, derrotou uma força turca de dez mil homens muito superior ao seu pequeno destacamento de quinhentos soldados de cavalaria.
Em 1807 sendo escolhido para comandante em chefe do corpo de observação da Gironda e, á frente deste exército, ocupou a parte central de Portugal. Em Março de 1908 é feito Duque De Abrantes, e não de Nazaré porque, segundo parece , Napoleão Bonaparte não gostou de puder vir a ter um “Junot de Nazaré”. Obrigado a restringir a sua ocupação á região á volta de Lisboa, devido á Revolta Popular de Maio desse ano, foi derrotado em Agosto no Vimeiro, por um exército britânico comandado pelo futuro Duque de Wellington.

Daniel Fernandes, 6ºB


A Batalha do Vimeiro, Miguel Costa, 5ºA



Artilharia da Brigada Real da Marinha Inglesa (1807), João Henrique, 5ºB